segunda-feira, 28 de dezembro de 2009

Oficina 3: Unidade 6 – A frase e sua organização.

GESTAR II Língua Portuguesa – Santa Izabel do Pará
Formadora: Plácida Cristina Santos Barros
13º Encontro Presencial: 29-10-09 – 4 horas.
Oficina 3: Unidade 6 – A frase e sua organização.
Tp2: Análise lingüística e Analise literária.



No dia 29-10-09, realizamos o 13º encontro presencial referente ao GESTAR II – Língua Portuguesa em santa Izabel do Pará, como de costume, ocupamos uma sala da Escola M.E.F.Prof. Guilherme Mártires, cuja diretora é Lidiane Jaques. Estamos chegando a reta final do curso, pois com esse TP2 – Análise Linguística e Análise Literária, iniciamos o penúltimo TP. E particularmente trabalhamos com a oficina 3 da unidade 6 – A frase e sua organização, com 4 horas de duração.
No primeiro momento trabalhamos com uma mensagem eletrônica “a convivência”, que trazia como tema central o respeito pelas pessoas que amamos, que devemos dá liberdade necessária para que cada um caminhe e descubra seu potencial dando a oportunidade dela vencer pelos seus próprios méritos.
Os objetivos da oficina 3 são os seguintes: Resolver dúvidas e sistematizar as informações dos pontos principais das unidades: Os sentidos da palavra gramática e o conceito e a constituição da frase e do período. E o outro, Aperfeiçoar o planejamento e a execução das atividades de linguagem ( leitura e produção de textos e análise lingüística).
Partindo desse ponto fizemos uns comentários sobre a importância da gramática, o seu significado, cada professor expôs seus argumentos sobre a “gramática e seu uso”, enfim, fizeram uma abordagem sobre as duas unidades em estudo a 5- Gramática: seus vários sentidos e a 6 – A frase e sua organização.
Ainda nesta etapa foi dado aos cursistas um tempo para refletirem e criarem texto que falasse sobre a importância de ser professor e sua atuação na escola, para complementação foi proposta a atividade 14 da seção 3, ( As várias possibilidades de organização da frase e do período), da unidade 6 ( A frase e sua organização), p. 65-66 do TP 2.
Foram criados textos belíssimos, referentes a “O que é ser professor” ou “Como é a vida de professor”, seguem em anexo alguns deles.
No momento seguinte fizemos o relato de experiências sobre o avançando na prática desenvolvido pelos cursistas em sala de aula.
A maioria dos cursistas optaram pela unidade 6, trabalhando as seções 1,2 e 3. Mas alguns optaram pela seção 3 da unidade 5, então tivemos 4 grupos da seguinte maneira: 1 – unidade 5: Gramática: seus vários sentidos, seção 3: A gramática normativa e o ensino prescritivo, nesta atividade foi utilizado o texto de Ivan Ângelo “Meu professor inesquecível” para dar embasamento e estimular a produção de outros textos, além da análise do mesmo. Os demais grupos utilizaram a unidade 6: A frase e sua organização. O segundo grupo trabalhos a seção 1: O que é frase?, aqui trabalharam com atividades de linguagem oral com a interpretação dos sentimentos das personagens, dramatização de situações que envolvam expressões faciais das pessoas. O grupo 3 – seção 2: O período e a oração, alguns professores tinham como objetivos nesta atividade o seguinte: Estimular e aperfeiçoar a escrita dos estudantes. Trabalhar o período e a oração com o objetivo de fazer com que nossos alunos sistematizassem o que infere na unidade. A maioria escolheu uma imagem para descrever e desenvolver seu texto, uns usaram a imagem da artista modernista Tarsila do Amaral e outras imagens. Essa produção foi oral e escrita. O grupo 4, trabalhou a seção 3: As várias possibilidades de organização da frase e do período, foi utilizado textos variados.
No quarto momento da oficina a turma foi divida em grupos de 3 para que eles planejassem uma atividade de interpretação e de produção de texto, para discutir com os colega. Foi apresentado dois textos para a escolha da atividade, o primeiro é o trecho inicial (prólogo) de ‘A menina e o vento”- “Maria e Pedro na cova do vento”, uma das mais representativas peças de Maria Clara Machado, um dos maiores nomes do teatro brasileiro e o 2ª texto é um poema baseado nas pinturas do Italiano Giuseppe Arcimboldo (1527-1563), “Quatro”. Em seguida, os cursistas iriam planejar uma atividade de análise lingüística. Os dois textos, naturalmente tem uma característica importante, no âmbito do estudo feito na unidade. A partir de um comentário inicial propomos que os grupos fizessem perguntas que orientariam a atividade. Depois de cumprida a proposta, eles apresentariam as conclusões aos demais grupos, através de um relator. As atividades estão em anexo.
Finalizada a proposta da oficina assistimos o vídeo “Chico Bento no Chopping Center” e o “menino maluquinho”, fizemos comentários sobre os vídeos e relembramos algumas unidades anteriores,cada um fez pequenos comentários sobre os mesmos.
No último momento fizemos a avaliação das oficinas, os cursistas alegaram que os objetivos foram atingidos, pois as propostas são viáveis e têm como serem aplicadas juntamente com os alunos em sala de aula, a praticidade das oficinas ajudam os professores a despertar suas habilidades e contribuem para o bom desenvolvimento nas suas aulas. Portanto sinto que realmente atingimos o objetivo.

ANEXOS
PROPOSTA DE ATIVIDADES DA OFICINA 3.





GRUPO 1: Dayane Cecim, Soraya Feitosa e Jamira Helena
 Série: 6ª
1º Momento: Atividade de Interpretação Textual.
1) Você sabe o que é educação cívica? Pela leitura do texto você conseguiu perceber do que trata essa disciplina?
2) Na sua opinião, por que todas as tias obedeciam a Tia Adelaide?
3) O que pode –se perceber do comportamento de Maria e Pedro?Como são essas crianças?
4) Pesquise no dicionário o significado das palavras que você não conhece no texto.
2º Momento: Produção Textual.
 Elabore um desfecho para o texto “Maria e Pedro na cova do vento”. Qual será o destino destas crianças?
3º Momento: Análise Linguística.
 Que variedade lingüística predomina na fala dos personagens? Comprove com fragmentos do texto.
GRUPO 2: Claudilene Barbosa, Dayane Cecim, Natasha Fernandes e Marcele Carvalho.
Série: 8ª
1- Tema: Fábula.
2 - Objetivo:
Aguçar a criatividade dos alunos por meio da fábula explorada para que eles além de leitores sejam também autores de textos verbais e não verbais. Além disso fazer com que o aluno identifique o tipo textual predominante e o secundário na Fábula que servirá da base para a produção do discente.
3 – Metodologia:
1º Momento:
A aula ocorrerá de maneira expositiva reflexiva sobre o gênero fábula. Em seguida o professor pedirá aos alunos que os mesmos façam a leitura do texto sinuosamente.
2º Momento:
O aluno fará a releitura da fábula por meio da música, das artes plásticas, dança ou teatro(a critério do alunado).
3º Momento:
Os alunos produzirão textos com o mesmo caráter do texto estudado.

GRUPO 3: Márcia Moraes, Maria Luiza e Odinéia Fernandes.

Texto: Pedro e Maria na Cova do Vento
Leitura e Interpretação do Texto
1) Quais os personagens principais?
2) O que Pedro responde quando Maria fala para ele correr? Por quê?
3) Em relação ao castigo, porque antigamente se podia castigar e hoje não?
4) Identificar o gênero textual.
5) Indicar elementos no texto que comprovem que é uma peça teatral.
6) Procurar significado no dicionário das palavras desconhecidas no texto.
7) Produção textual:
Reproduzir o texto utilizando o discurso indireto numa linguagem mais atualizada.

GRUPO 4:Claudilene Barbosa, Fernanda Silva e Ivaneide Ferreira.
Série: 6ª
Texto: Pedro e Maria na Cova do Vento – Maria Clara Machado.

1ª AULA
1º Momento:
O professor explanaria a pontuação atrelada a entonação.
2º Momento:
O professor distribuirá o texto “Maria e Pedro na cova do vento” de Maria Clara Machado sem ser pontuado. Em seguida o docente pedirá que seja feita uma leitura silenciosa com o intuito dos discentes exporem suas interpretações pessoais acerca do texto.
3º momento:
O professor dividirá a turma em duplas para fazer a devida pontuação do texto.
4º Momento:
O professor juntamente com os alunos irá corrigir fazendo a pontuação adequada.

2ª AULA

1º Momento:
O professor pedirá para os alunos formarem dois grupos para realizar um júri simulado. O primeiro grupo irá defender a importância da pontuação e o outro grupo irá criticá-la.
2º Momento:
Produção de texto – todos os alunos criarão um texto defendendo ou criticando a pontuação, mas que seja corretamente pontuado.

3º Momento:
Independente do grupo vencedor será feita uma avaliação envolvendo a participação e interesse.

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Postar um comentário